quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

Diário de Bordo


Ufaaa!! Finalmente acabou o carnaval pra mim!
Neste exato momento (às 01:56 am) escrevo neste blog após minha chegada de Erechim (RS) - lá pelas 00:30am - sobre como foi exaustivo; gratificante (o cachê, é óbvio ¬¬); e as BELAS gaúchas que contemplei naquela simples cidade do interior do RS.
Nossa, pra começar, saímos daqui lá pelas 21:00pm (de paranavaí) e chegamos por volta das 15:40pm (Erechim). Ao chegar, fomos contemplar o local no qual aconteceria o evento de carnaval (clube Atlântico de Erechim, o mais chique a cidade - ¬¬ maldito empresário imprudente - .) Passamos a sexta, o sábado, e duas vezes no domingo a tocar entre, axés, marchinhas, e um pouco de samba (insignificante "repertoriamente" falando).
E por final, segunda-feira foi o gran finale. Detonamos (já que, apesar de poucos ensaios aqui em pvaí, lá, lapidamos, dia a dia, as músicas que se tornaram mais fluentes até o último show).
Conhemos uma gauchinha loirinha, do apartamento que dá de frente com a janela do lugar no qual nos encontrávamos hospedados. Brincamos muito durante os intervalos em que não estávamos tocando (refiro-me à parte da tarde, ou quando estávamos nos dormitórios ou dando um rolé pela cidade).
Mais uma vez vou repetir aqui: Puts! quando mulher linda habita o RS tchê! Mas Bá!
Tri lindas!
Se tiver uma oportunidade, eu provavelmente não descartarei e irei morar pra lá he he he.
Inclusive, a compra dum livro (lançamento no final de 2007) pela editora "gaúcha" de Porto Alegre - Artes e Ofícios - Beowulf animou-me ainda mais a querer morar pra lá.
Beowulf foi um poema anglo-saxão, se não me engano, que muiiiiiito influenciou J.R.R. Tolkien, criador da obra-prima da literatura britância épica: O Senhor dos Anéis; O Hobbit; O Silmarillion; dentre outras.
Ah! sempre digo: mulher em shopping center é igual a eu em livraria.
Então, me segure, caso não queira ter de invocar a virtude suprema da tua paciência comigo (ao esperar-me decidir).
Bom, fora isso, tudo ocorreu bem. Oitocentos reais na mão, este foi o cachê pelos cinco shows.
Agora, bora quitar minhas contas na cidade he eh he...
Pois a vida de um ser humano normal consiste, digamos assim, em fazer e depois quitar as dívidas. Financeiras ou naõ.

Nenhum comentário: