segunda-feira, 10 de março de 2008


Hey! Não me olhe assim... Como alguém que nunca me viu antes!
Não finja que não me conhece só porque estou a chorar lágrimas de sangue...
Só porque as cenas se fazem estupidamente insuportáveis de se assistir!
Sim! esta é a imagem de minha alma a queimar neste inferno existencial!
O que não sai de minha boca, o que fica entalado na garganta...
A palavra "Existência"....
O que há comigo?!
Será que eu tenho o direito de pedir somente um favorzinho aqui???!!!
Alô!!!! Senhor Criador da Ordem no Caos.... Só queria um presentinho de Natal...
R= Entender-me... Compreender-me! Já seria uma mão na roda viu!
¬¬... Não importa o que eu tente... o que quer que faça... dá no vazio EXISTENCIAL (desculpem leitores deste blog, mas a palavra me procura, não tem jeito)...!!!
O que devo fazer para parar as ondas deste lago???
Quem foi o maldito que jogou uma pedra justo quando ele repousava em ameno descanso???
Maldição esta que me faz perder noites e noites...
Tentando entender porquê meus olhos nem conseguem verter lágrimas pela pálida face que se consterna ao olhar-se no espelho!
A vida é um mistério, e tornou-se um equação matemática que eu encasquetei em resolver...
Mesmo sabendo (da boca de TODOS os melhores matemáticos do mundo) que é impossível resolvê-la!!!! ¬¬
Então tá! Então tá! Vou tentar parar de bater com a cabeça no muro destes questionamentos; por uma semana ao menos...
E veremos se a ferida finalmente cicatriza-se!...
Quem sabe eu só precise de um pouco de ar fresco aos pulmões...
E água limpa para lavar meu espírito....
Um banho de luz...
Oh! jardim das rosas sem espinhos... Tu existes??
Azuis???
Como? Não há como?!
E se eu inventasse um em meu fictício universo mágico (tá, não é um mundo de Alice no País das Maravilhas ou do Senhor dos Anéis, mas quebra um galho)...
E se eu pudesse voar?!
Hemmm????
Quem sabe a Lua não me aceitaria como companhia para conversar....
Ahhh... talvez não... o meu "conversar" seria mais pra desabafo que pra bate-papo a toa.
E talvez ela já esteja cansada de ouví-los, em todas as noites em que me deito pra dormir...
Bom, Anjo da luz, você é testemunha de que eu tento a cada segundo...
Então seja meu advogado perante o trono da justiça que (suponho) deve haver por detrás das cortinas da vida tal como a conhecemos.

Nenhum comentário: