quarta-feira, 2 de abril de 2008

Chuva - Diário de Bordo (again)


Dia normal. Faltei a academia hoje. He he he!
Ah! sei lá, só queria dispor de um tempinho pra ler minhas apostilas do curso de Lingüística (da professora Zilda), mas o que aconteceu na verdade foi que acabei ficando diante da tela deste PC (intimamente chamado de Eru) escrevendo um pequeno conto (que a chuva se encarregou de borrar quando eu estava a caminho do ponto onde pego o buzão, carregando as folhas com uma das mãos, e com a outra segurava o guarda-chuva ¬¬...
Tsc tsc!
Bem, bem, na facul foi até legal, tive uma aula interessante de lingüística, onde a Profª Zilda ressaltou sobre as dificuldades mentais que "desenvolvemos" por mero "ócio"; e também foi falado sobre como podemos aprender muito mais facil qualquer outro idioma quando passamos a compreender o "sistema" lingüístico por detrás de tudo.
Já na aula do prof Flávio Brandão, de língua portuguesa, fiquei meio que fora do ar (mesmo que tentando entender a matéria). Aff! realmente é a disciplina mais técnica que assisti até agora no decorrer dos primeiros passos dentro desta faculdade (salvo a lingüística neh, mas esta ainda está no campo da filosofia lingüística, e não no técnico, "por enquanto").

Ah! hoje não fiz muitas coisas louvavelmente interessantes... (Na verdade, se é que algum dia fiz algo que mereça tal consideração, nem me lembro bem hi hi hi hi).
Peguei o buzão lá pelas 19:20...
Acho que nem deveria relatar sobre um dia tão insignificante como esse...
Apesar de que sei, quando ficar bem velho (e se o destino ou seja lá o que quer que manipule nossas vidas por "fora" o permitir) me arrependerei de não vivenciar bemmm mais estes dias.
E de negligenciar momentos tão importantes (ou que assim deveriam ser).
Tenho problemas a resolver...
Como qualquer pessoa tem!
No amor não me encontrei ainda....
E talvez passe o resto da minha existência tentando entender por quê!
Apesar de as vezes me sentir até bem, quando só...
Enquanto que, noutras vezes, sinto calafrios por não ter com quem reciprocar beijos e abraços (de namorados mesmo!!!)
Ora! o que há?!
Sei lá...
As vezes temos necessidade biológica...
As vezes é uma pura questão existencial-social.
Quero encontrar algo...
Preenchimento...
Mas que venha a mim o que tiver de vir!
"Prepare-se para o pior...
Espere o melhor...
Mas...
Aceite o que vier... Pois disto, nada poderá fazer para mudar"...

Nenhum comentário: