sexta-feira, 25 de abril de 2008

Thank you!

Lance ao vento suas mais preciosas canções... E cante ao céus toda a glória que a natureza ao redor de todos nós merece!
Levante os braços e louve o nascer de mais uma manhã de sol, como este sol que contemplo com tanta emoção!
O dia nasce...
Nascem com ele também minhas idéias; despertam pensamentos e muitas ruminações.
Você é um mistério, um enigma a se decifrar. De quem falo?! Não sei ao certo.
Mas na existência humana, sempre há uma charada a ser resolvida.
Talvez por isso tenhamos de exercitar nossas mentes o tempo todo, buscando não deixar atrofiar os neurônios.
Estou tentando colorir as paredes internas de meu coração...
Vou pintar de azul meu espírito... Azul como o lindo céu quando limpo se encontra.
Vou tentar mais uma vez, alcançar o que já havia desistido de procurar.
Talvez eu só esteja entrando novamente no mesmo buraco...
Talvez tenha saído um dia e, agora, me pego distraído e pulando nele denovo.
O que posso eu fazer contra minhas emoções?
Existe algo para pará-las?!
Hei! você por acaso não gostaria de ajudar-me com elas?
Quem sabe, com as tuas próprias emoções não conseguiríamos um "equilíbrio" emocional?!
Você tem tanto a escrever, assim como eu!
Escrevamos na pauta da vida, de nossos dias, de nossas próprias histórias, o conto, o romance mais lindo que a literatura e a mitologia já viram neste mundo!
Cantemos o canto mais belo, mais profundo, que preencha o coração com a maravilhosa sensação de se estar no lugar certo, com o objeto certo de nosso bem-estar.
Sejamos espada e bainha... um para o outro...
Ou talvez minha pena esteja equivocada...
Talvez eu esteja nas nuvens... Mas...
Basta!
Que importa errar, se é disso que componho-me o tempo todo??!
A vida tem sido cruel nos últimos meses em que vivi.
Mas talvez "Ele" tenha ouvido o que eu disse na escuridão da noite...
Talvez tenha entendido que sou fraco o bastante para não conseguir sair do labirinto que eu mesmo construí com os tijolos de minhas idéias!
Assim, talvez Ele tenha resolvido parar o sangramento de minha ferida.
Ah! e por quanto tempo ela permaneceu aberta!!!

Agradeço-lhe profundamente, mesmo que o que eu espere não aconteça em minha vida...
Mesmo que a maior parte de meus sonhos não se realize tal como espero...
Mesmo que tudo o que eu espere não aconteça...
Tendo saúde física e psicológica (e... Espiritual)...
Ainda estarei aqui para "agradecer-lhe".
Obrigado...

E a ti também; e caso o rumo desta curta viagem à qual nos conduzimos venha a tomar um rumo inesperado, só gostaria de dizer que foi um prazer "co-existir" contigo por aqui!
Obrigado a "Você" também.
Espero que saiba disso um dia.

E a você também, pois, se eu morresse amanhã...
Ainda estaria bem, pois, de alguma forma, ainda acredito que, após deixar de existir, estaria vivo!
Ah! e como gostaria de gritar seu nome!
Mas... Dizê-lo seria como mostrar em público minha nudez!
Seria muito para mim!
Não suportaria, pois considero como algo completamente secreto!
Meu oculto tesouro.

By: L.

Nenhum comentário: