sexta-feira, 9 de maio de 2008

Diário de Bordo Emocional.... L


Ahhhhhhhhh!!!
Hora de abrir o jogo de verdade!
Oh! sentimentos que explodem, que solapam, que fagulham como luzes estelares na escuridão dum espaço de enigmas!
Assim estiveram minhas emoções ontem à noite...
Ah! isto é pra você saber: o que eu mais quero é estar contigo...
Mas... Como há muito o que aprender...
Como há muito o que fazer, após aprender a "como" fazer...
Espero que tudo dê certo, de uma forma ou de outra...
Hei! garota! Se há algo a dizer... apenas diga...
Do contrário eu teria deixado meus instintos agirem sem o consentimento racional de minha mente!!!
E você sabe, eu daria uma de gatuno, de ladrão, e lhe roubaria da boca um longo beijo!
Mas agora, após você trazer um mistério à tona... Um enigma do qual não faço idéia (se é por você estar com alguém, ou se é por não sentir nem um pouco do que sinto por você) do que seja...
Ah! eu não vou lhe perguntar nunca mais!
Nunca mais vou conversar contigo sobre isto...
Já que a coisa se enrolou de uma forma tal que, você se vê em "problemas" com o que eu disse...
Segundo suas próprias palavras, eu lhe causei problemas ao dizer o que você não estava preparada pra ouvir...
Pois bem!
Se não estava, retiro o que disse... Mas não garanto ter guardado tudo o que disse para uma, hipoteticamente falando, "Preparação" de sua parte!
Sim! é difícil entender neh?!
Aprendi contigo que se agente perguntar a nós mesmos sobre certos sentimentos, não chegamos a lugar algum.
Pois bem... Pois bem então!
Vou caminhar na direção dos meus objetivos...

Não! Não estou bravo contigo!...
Mas estou irritado com a confusão em minha mente, em meu coração...
Por não saber por que o destino nos traz momentos como este...
Talvez Deus só tenha querido mostrar um caminho a mim...
Talvez você fizesse parte de alguma coisa (que não estar comigo debaixo dum pé de manga em aulas vagas, a se abraçarem e se beijarem e aquecer uma ao outro...)
Eh! se eu fosse fazer tudo o que meu ID pede...
Ah! Superego, Oh! meu controlador racional...
Penso demais!
Mas COMO está difícil conviver com esta situação agora!
Diga logo, você só quer que tudo volte a como era no começo do primeiro mês...
Quando eu não falava mais que o necessário?!
Ah! se for assim...
Então desde já programo minha mente "novamente"...
E quem sabe eu não consiga me tornar alguém mais "prático"...
Olha, você é uma das garotas mais belas que conheci...
Tanto que me foi obrigado dizer, por mim mesmo, tudo o que senti desde quando te conheci...
Você é linda!
Você tem um jeito de ser...
Mas... Fazer o que...
Tenho que me conformar...?!
Tenho que me afastar!?
Sim!
Se você quer minha amizade, ou seja, que minha relação contigo não seja diferente da qual tens com qualquer outra amiga...
Então, sim!
Tenho de me afastar de você!
Sim! princesa do meu coração!
Vou embora dos meus sonhos em conversar sobre tudo contigo...
Vou embora e desistir de manter meus diálogos (inspirados apenas "nestes" sentimentos que tenho por ti)...
Vou para outro caminho...
Você mudou minha vida em 2008!
Tenha certeza disso!
Você mudou a forma pela qual eu via a vida!
Sim! com alguma espécie de "jeito particular de ser", ou apenas por eu te achar muito bela...
Então alguma coisa me colocou na linha novamente, digamos assim.
Eu estava perdido, sem fé, mas, pensei que "alguém" havia aparecido pra ensinar-me o amor, a fé...
Mas talvez eu tenha errado em dizer...
Talvez não fosse necessário nem dizer, para saber que não poderia tê-la!
Queria que soubesse disso...
Queria que estas palavras viessem quando estamos juntos...
Mas não é por eu não querer, ou não conseguir dizer...
Esqueço mesmo...
Não estou escrevendo para você ler aqui...
Estou escrevendo para EU ler o que deveria ter dito de uma vez...
Há tempos!
Estamos numa novela lascada!
Eu gosto muito de você!
Eu preciso me envolver...
Meu coração havia escolhido a ti...
Mas parece que, pelo seu silêncio e, enrolar no seu dizer de quinta...
Não é o que sentes por mim, é?!
Acho que é não mesmo...
Infelizmente ser correto não parece ser o que "funciona" neste mundo...
E assim me sinto triste por saber disto...
Por saber que é preciso não seguir regra nenhuma para se conseguir aquilo que queremos...
Que não é preciso ser correto para se alcançar o coração de alguém...
Você precisa de "malícia"?!
E mesmo que negue, seu coração acenará com a cabeça, afirmando que SIM!
Eu sei bem disso...
Só não me conformo com certas coisas!
Sabe, já não quero mais saber porquê...
Só queria ter um momento único...
Ah! desanimo ao escrever neste momento...
Queria deletar este sentimento num segundo...
Que este amor fosse trocado pelo amor em trabalhar, estudar, ou qualquer outra coisa do tipo.
Assim, eu teria COM CERTEZA a satisfação, pois estaria fazendo o que amo, e tendo a CERTEZA de que SIM!
Mas, com este sentimento de paixão, de amor, sei lá o que...
Desejo de beijar você, que possui um olhar (agora, já não sei se feliz ou infelizmente) tão hipnotizador, tão atraente a mim.
Sinceramente não sei pra onde vou agora...
Enquanto você não disser o que sente.
Enquanto não disser porquê é tão difícil dizer o que ia dizer ontem.
E saiba que, a cada dia imagino melhor e, com quase certeza do que sentia Schopenhauer, Nietzsche, Kant, Shakespeare...
Os solitários que refletiam sobre paixões...
Mas COMO eu gostaria que não fosse assim comigo!
Justo eu!!!!!!
Ok ok!
Vamos por partes!
Venha e me diga.
Se tivermos de pular aula mais uma vez...
Eu vou simplesmente virar as costas para este assunto...
Como quem abandona uma estrada e adentra a floresta...
Sem rumo...
Vou vagar em busca de outras respostas.
Mas não nego que foi um prazer esta história...
E neste momento me sinto constrangido por não ter feito o que meus instintos quase me impulsionavam a fazer na tua presensa, na presença do teu verdejante olhar.
Eu simplesmente não esperava sentir isto, mas foi o que aconteceu.
Só quero ouvir uma última vez, para dar o "rumo" mais racional ao foco de meu coração.
Se vou dizer olá, ou dizer adeus ao sentimento que sinto por ti...
...

L.....

Nenhum comentário: