terça-feira, 27 de maio de 2008

Por aí....


Demais... É simplesmente DEMAIS!
Não posso nem olhar...
Deixa pra lá... Deixe estar... Chame pelo acaso...
Olha só! Olha só! O mundo veio assistir ao espetáculo do coração novamente!
Quanto tempo dura uma canção como esta?
Flores em campos mais que verdes... E uma estrela em pleno dia; tentando brilhar mais que o sol...
De repente, na montanha há duas esmeraldas encravadas na pedra.
Devo garimpá-las de lá?
Talvez não seja tarefa exequível para minhas virtudes...
Ou talvez seja o que eu mais esperei por todos estes anos.
Infelizmente agente só aprende errando..
Infelizmente só fazemos algo certo (quando raramente fazemos) após refletir sobre a mediocridade ou inutilidade daquilo que fazíamos antes... Em relação a algo que outrora considerávamos como bom, legal, ou seja lá o que for.
Pior ainda é saber que somente a idade traz certas tomadas de consciência. Não falo da idade em si, mas daquilo que ela representa, somando-se a experiência e maturidade existencial...
A prudência; a sabedoria; a honra, enfim, tudo brota da reflexão profunda...
Mas quantos não perdem a oportunidade de ser feliz por aí?!
Infelizmente, tudo que acaba ocorrendo, é que só percebem que o tempo não volta atrás...
O Tempo não pára, e não espera por ninguém... O Tempo não nos diz o que fazer!
Quando se reserva algo pra falar, de coração, para quem é o alvo secreto (ou não) de nosso coração...
Ah! inspirados num poema... Até parece que isto se tornou nosso próprio dilema...
Viver, sofrer... Esperando que a vida traga das tristezas o melhor, para sorrir e não mais sofrer!
Estou cansado de procurar por aí...
Estou cansado de caminhar pelo mesmo caminho sempre...
Gostaria que algo fosse certo nesta vida, mas tudo depende da sorte na maioria das vezes.
Ah! que seja então!
Volto aos campos floridos...
Aos momentos de reflexão...
E busco encontrar um motivo para deixar de olhar para a minha direita...
Não quero olhar...
Mas meus olhos ainda se atrevem, por um segundo, a mirarem "naquela" direção...


Oh! Deus! que não seja como tentar alcançar o Horizonte sem fronteiras...
Em hipótese alguma seja como tentar conquistar a Lua apenas com um beijo daqui da terra...
Que seja prático e útil, que seja verdadeiro e sutil...
Seja normal, seja simples, seja belo, seja complicado, seja alegre, seja triste...
Que seja da forma como tu bem quiseres para nós...
Nossa vida...
A minha existência depende do teu poder!
Que não seja como correr atrás do vento!
Que não seja como tentar segurá-lo com as mãos erguidas aos céus!
Por favor... Que seja uma ou outra coisa esta viagem!
Mas não acabou?!
Onde estamos?!
Quem somos nós?!
Por que estamos assim?! Hei! eu vejo o fundo do Lago...
Mas ainda sou mais profundo que ele...
Consigo me perder dentro de mim mesmo...
Coisa que o Pequeno Lago não consegue!
Volto a clamar: Que jamais seja como tentar alcançar o Horizonte sem fim!
Só quero escalar a montanha...
Só uma coisa exequível... Independente de "Tortuosamente Difícil"....
....
L.

Nenhum comentário: