quarta-feira, 14 de maio de 2008

A Realização Existencial!


Ai ai...
Cada coisa que acontece nesta vida!
Não dá pra evitar...
São momentos que marcam nossa história. São fatos do cotidiano; coisas que o tempo traz junto do acaso (ou será outra a palavra?) ...
Existem momentos em que tudo está certo, agradavelmente neutro.
Mas há momentos em que tudo se desequilibra de uma certa forma, de um jeito que, além de não ser possível entender, ainda é doloroso.
Mas a vida segue em frente.
Horas se estendem trazendo circunstâncias diversas, numa bandeja de possibilidades e opções.
Escolhemos o nosso caminho. Somos resultados de nossas escolhas.
O que escolhemos é o que define como será o nosso futuro.
Se escolho determinada profissão, ou curso superior, enfim, é tudo uma questão de escolha entre outros itens.
Agora estou bem melhor em relação à minha saúde de um tempo atrás.
Após ter recebido a receita de cloridrato de Buspirona (ansiolítico não Benzodiazepínico), já não estou tão ansioso em meus dias. No entanto ainda está difícil estudar na faculdade.
Estou com uma espécie de crise de lapsos cerebrais. Algo estranhamente desagradável.
Sinto-me como se fosse desmaiar no instante em que esses black outs neurais acontecem.
Preciso constatar sobre o que se trata com um neurologista, ou sei lá o que.
Bom, fora isto, me sinto muito bem. Entretanto há muito o que mudar em mim.
Sinto necessidade de cortar certos vícios que me atrapalham a caminhar pela vida.
Espero que o futuro chegue devagar... Que o tempo tenha piedade de meu relógio...
Que os meus ponteiros sejam mais lentos, mais calmos...
Que as nuvens não se irritem comigo, com minhas idéias, e que não derramem a chuva fria em minha cabeça, quando eu chamar pelo nome de Deus.
Deus deve estar farto de tanto que eu converso...
Deve estar se perguntando: "Meu EU... Como pude trazer à existência tamanha incógnita psicológica materializada num ser humano?" rss...
Tá! Tá! Sei que existem muitos do gênero...
Cada pessoa deve, sei lá, se enquadrar numa espécie de "padrão" humano.
Deve haver, por coincidência existencial mesmo, algum padrão que subdivide as pessoas.
Devo me enquadrar num daqueles doidos que pensam demais, que sentem demais, que fazem tudo de mais... Independente se é benéfico ou prejudicial a nós mesmos.
O que me preocupa é este mal estar ocasional...
Minha vida espiritual parece estar brotando cada dia mais e mais...
Estou aprendendo a caminhar novamente por aquela estrada.
Bom, acho que as pessoas realmente influenciam umas às outras... No bom e no mau sentido.
Meu trabalho, meus cursos, minha sala de faculdade, onde conheci pessoas maravilhosas.
Uma delas até deu o ponta-pé fundamental na condensação de minha fé.
Enfim, acho que fugi um pouco dos meus objetivos do ano passado.
Mas este ano quero encontrar a paz.
Saúde..
Equilíbrio!
Valeu galera!
A todos que apoiam o meu sonho, esta música vai para vocês, e é do fundo do meu coração!
Vou compor uma rapsódia e oferecê-la a todos os meus amigos!
Obrigado! Obrigado!
Quando estamos juntos, tudo parece mais fácil nesta vida.
Cuidem bem uns dos outros, amigos de plantão!
(nem sei por que puxei um assunto assim hoje he he he)...
Sou como a lua, que muda de face sempre, mas que constantemente volta ao início de seu ciclo.
Mudo minhas emoções, mudo minhas idéias...
Mas, minha Fé jamais deveria mudar!
E lutarei para alcançar aquela Espada! A Realização Existencial!
Ah! eu como lutarei!
Só Deus sabe disso!

Nenhum comentário: