domingo, 29 de junho de 2008

Sinais II


Quantas vezes tenho que passar por isto?
Quando olho para o horizonte, todos os dias...
Naquele fim de tarde indiferente...
Nada parece mudar...
Nada abala meu espírito...
Talvez por ele já estar abalado de antes.
Eu tenho tanto para falar...
Tanto para mostrar...
Talvez não com palavras... Acho que eu só quero expressar com
minha verdadeira forma de ser, o amor!
Como eu sou, como eu gostaria de fazer!
Mê mostre onde...
Me mostre quando...
Me dê os sinais e eu saberei o que fazer!
Me mostre!
Olhe...
Levante-se e dance!
A fragrância estará no ar...
E pelo perfume, saberemos para onde ir!

Nenhum comentário: