domingo, 24 de agosto de 2008

Implosão...


Existe um lugar para o qual eu possa ir quando me encontro numa sensação implosiva?
Quando eles não entendem?
Quando tudo parece fora do lugar?
Quando você acha que eu estou fingindo estar certo?!
Basta! O que importa então? Se eu falar a verdade e você a considerar uma mentira?!
É melhor ficar quieto?!
Não! Preciso de um lugar pra gritar o que eu quero dizer!!!
Esta caverna se torna apertada a cada dia que passa!
Um escritor se sente privado da liberdade em seu próprio corpo!
O que fazer para se sentir calmo como um lago distante dos ventos?
O verde sereno de um campo...
O azul profundo de um céu primaveril...
Ah! tudo o que minha alma precisa neste exato momento...
Mas o que fazer?!Você acha que é fácil?!
Me diga o que é pior...
Se em seu próprio interior as coisas se confundem, se bagunçam, se colidem!!!...
Não!
Não!
Não!
Basta!
Chega!
Paz!
Agora!






Ps: quando se está submerso numa intriga familiar... profissional... emocional... é duro!



( Aqui meus sinceros votos à Nietzsche por sua eloquência diante de tantos infortúnios existenciais)

Nenhum comentário: