quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Blau Stieg - Cordel for you!


Sempre vivo uma viva agidata
Refletindo sobre a existência
Encarando o destino de frente
Procurando um amor com prudência

Em meus dias escrevo poesias
Desenhando componho emoções
Pois se a arte não te emociona
Pra que servem então as canções?

Meus defeitos perturbam minh'alma
Me abalam, me deixam tristonho
Quando vejo que não me comparo
Nem com bobo da corte risonho

Tenho medo de morrer sozinho
Sem ninguém pra dizer eu te amo
Sem alguém pra trilhar o caminho
No amor que nos diz "eu vos chamo"

Amanhã encontrei minh'a princesa
Dos meus sonhos, aqueles da infância
Tão repleto de pura inocência
Neste amor vive minha constância

Venham ver como é forte em meu peito
Este amor tão luzente e sadio
Que me faz crescer tão de repente
Pois o tempo corre tal qual rio...

Eu te quero bem perto, em meus braços
Pra te apertar e não mais soltar
Te fazer um carinho eterno
E dizer viver para sempre à te amar!

Te amo!
L.

Nenhum comentário: