quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Um no Outro, Até que a Morte nos Separe!

O momento no qual me apaixonei por você, foi o instante em que o amor plantou uma nova semente em meu coração.
E com o passar do tempo, eis que desta brotou uma mudinha, tão sutil e serena; querendo apenas se alimentar da luz do sol; a luz de um sonho que se iniciava suavemente.
Logo, esta muda tornou-se uma linda e viçosa planta, passando a ter mais força diante do vento e do calor daquele deserto ao redor, no qual tinha nascido.
Ah! e se não tivesse surgido tal planta, talvez ali jamais brotasse outra forma de vida, em meio a tantas pedras e areia... tanto deserto cinzento!
Mas a coisa foi diferente. Aquela planta se deixou tocar pela primavera de um amor intenso, e por isso surgiu, de seu interior, uma linda flor.
Esta flor simbolizou o despertar de um sonho ainda maior que o pensamentozinho do início, quando aquela era apenas uma mudinha.
Claro que o tempo não parou por ali, e a estação mudou. Surgiu, daquela linda flor, que representava a vontade de dar amor, um lindo e suculento fruto.
Este fruto, que hoje ainda se encontra nem de todo verde, e nem de todo maduro, precisa madurar ao seu tempo.
Eu, como floricultor, poeta da vida, músico de Deus, amigo do saber em Cristo, estou apenas aguardando a natureza deixar este fruto cair de maduro às minhas mãos, que colherão com carinho.
Assim saborearei o fruto do meu (e do seu) amor!
Viveremos desta forma linda, como nos encontramos, UM NO OUTRO!
Pois eis que nossas vidas se transformaram em canção.
Nossas palavras em poesias encarnadas...
Nossos dias em ansiosa espera...
Mesmo as vezes abatidos em algumas amarguras, estamos firmes em nosso propósito, pois se trata de nosso sonho maior!
E, querida, por mais que seja difícil suportar, saiba que estou certo em te buscar, te salvar, te amar, te abraçar, te beijar, conversar, casar, viver, amar, amar, amar, amar, amar, A-M-A-R!!!!!!!
Te amo pra sempre, minha princesa Eterna!
Linda das Lindas!

Nenhum comentário: