quarta-feira, 1 de abril de 2009

Como a Chuva que Molha!


Linda como a manhã de primavera,
É a princesa do meu coração!
Bela como os campos mais floridos,
Estrela reluzente de Deus em minha vida...
Sonho que virou verdade, realidade...
Pesadelo turbulento na incerteza...
Mas que voltou à luz de Cristo a tua face!
Ela lançou seu olhar na minha direção,
Perdi-me de mim mesmo...
No seio da noite cavalguei solitário,
Sonhando com o dia da consumação destes dois corações!

Ela paira sobre meus pensamentos,
Ora como plumas flutuantes,
Ora como a neve que cai suave, porém gélidamente!
... Mas também já caiu como granizo turbulento...
Solapou em meu coração, que num grito trancafiado da garganta
Se fez sofredor do amor!

Mas o sol nasceu sete vezes num só dia...
Por nosso amor ele brilhou até os confins do espaço
Iluminou os astros mais obscuros...
Os asteróides e meteoritos errantes do nada
Ela passou por mim e, como uma estrela cadente que freia no espaço...
Parou em meu coração assim, num relance do olhar.

Ah! triste anoitecer dos fatos
Até quando este coração amolecido vai pulsar e minar melancolias...?
Até quando suportará a dor do sofrimento contínuo?
Sei, eu sei disso...
Deus voltou a falar-me!
E num diálogo com Ele, disse-me a verdade das verdades sobre mim:

- Entrega-te, ou não provarás do fruto da vida!
Sim! Senhor, eu sei!
Só é difícil na prática, testar os meus ideais renovados!
Perdoa em mim esta fraqueza, que por hora ainda predomina em resquícios...
Vou lapidando em mim esta nova fé, cruzando os sete mares das dificuldades...
Só pra te ver, te tocar e te olhar de perto...
Senhor dos senhores!

E um dia, a estrela de maior brilho voltará para mim, sem queimar nada ao redor!
Seu brilho já não ofuscará os olhos de meu coração!
Pois ele estará direcionado, antes, em outro lugar: o Descanso no Senhor!
Jargão é?
Não, não é!
A partir de agora entendo mais e mais...
Quem quiser que prove a si mesmo...
O dia chega, as horas passam...
Mas somente quem quiser provar disto que falo, poderá sentir e logo após, dizer comigo:
É Verdade!

Nenhum comentário: