quinta-feira, 14 de maio de 2009

Se pudesse....

Se eu pudesse colher
Sem tocar os espinhos
Do jardim uma rosa
O sentir d'um carinho

Sem a dor que alfineta
Quando erram os braços
A esquivar dos espinhos
A lutar de fininho

Sentiria a prudência
Um amor plenamente
Dessa linda decência:
Um amor elegante!

Se pudesse ser livre
A dizer o que sinto
Sem criar esperança
Num ouvido distinto
Seria satisfeito...
Em meu leito de morte...
Mil palavras diria...
Ao narrar minha sorte!

Nenhum comentário: