segunda-feira, 8 de junho de 2009

Enfermagem Amorosa

... Debruçado sobre o papel, um poeta pensa consigo, como seria bom poder dizer à sua musa:

Deixa-me cuidar do teu coração
Enquanto te peço que do meu também cuides!
Vamos bailar na existência
Tocar a cúpula dos sonhos
E um no outro sentir o amor pulsar!
... Para olhar além das estrelas...
E viver!
Aqueçamos os ouvidos um do outro Com sinceras Poesias...
E não permitamos que o silêncio do Coração permaneça na nossa Presença, quando caminhando de mãos dadas nos encontrarmos!
Olha adiante! pois logo vem a Aurora dos nossos ideais!
Que sejamos bemvindos ao palácio Do amor!!
Cantemos em dueto, na melodia da razão que traça amor nesta folha em branco que é o nosso dia juntos!

Nenhum comentário: