sexta-feira, 17 de julho de 2009

Herda-me as Poetrias


M'nha garota é a princesa serena
Que ao meu lado comenta Agostinho
Sonha junto em seguir mesmo Amor
Viver troca de puro carinho

M'nha garota encontrei não faz muito
Como asas livrou-me do chão
E agora, o que faço: Sou dela!
Dois: um corpo - e um só coração!

M'nha garota é tão meiga e fofinha
Não balança a cabeça num rock
Calma toca sutil seu instrumento
De seu beijo me perco em seu toque!

M'nha garota é o que quero comigo
Na varanda pensando na vida
Abraçados sozinhos, boiando
Esperando do dia a partida

M'nha garota me beija contente
E não sabe o que penso na hora
Quando olho e permito o mistério
Mas prefiro deixar não pra agora!

M'nha garota vai ver logo logo
Que o amor se constrói com tijolos
Cientistas que deram-se as mãos
Corações que ligaram miolos!

Quero ter dela apenas certeza
De que posso pensar num futuro
Breve ou longo isso não interessa
O que quero é transpor alto muro

Esta vida é incerta e insegura
Mas o amor une quem ele quer
E assim vamos juntos ficando
Para à Eternidade: manter!

Dá-me um beijo, um suspiro gostoso
Vem e abraça quem quer te abraçar
Dá-me calor e um meigo afago
Pois contigo hoje eu quero bailar!

Tua presença em meu peito pernoita
Versos claros se formam à noite
Deito e durmo pensando em teus olhos
Tua ausência será meu açoite!



Um comentário:

K. disse...

Amor! É um prazer imensurável ser "sua garota". O que depender de mim, pode ter certeza de que estarei sempre aqui. Não precisa se abster de pensamentos para o futuro, é bom que os tenha. Mas lembre-se que a gente tem que consultar o nosso "Patrão", dono dos planos. Espero sempre ser sua garota, a musa, ora simples ora confusa. E que o que sinto hoje perdure por longo tempo - o suficiente para viver toda a vida e após uma breve despedida nos encontrarmos noutra dimensão, por toda a eternidade.
Obrigada por tudo: por rezar comigo, por me fazer feliz e - principalmente - por estar disposto a me aturar.