domingo, 5 de julho de 2009

Poetria


Ah!...

O sorrir que eu trago em momentos
Quando junto de minha princesa
Tem sentido abstrato e sereno
Mas que traz na verdade a certeza
Do amor consumando-se aos poucos
Decolando da terra à Lua...
Amor firme
Amor forte em fluência...
A poesia que é minha é tua!
É profundo no meu coração...
E ao tocar-te nos lábios já sinto
O tamanho do amor em meu peito
Sentimento que é puro - não minto
As estrelas que jazem no espaço
Nos inspiram com belos cometas
Vem comigo dançar no terraço
Contemplar os mais belos planetas!

E uma mão se estende à outra,
Por sobre as nuvens podemos contemplar

O jardim dos ideais lá embaixo se formar.


E o Supremo, Portador dos Sonhos e dos Fardos,
Quem cuida deste jardim, mandando a "chuva" necessária,
Para toda a vitalidade "florescer".
Cuida-nos, leva-nos além, além das estrelas...
Para onde o ventre das galáxias dá à luz constelações...

Um comentário:

K. disse...

Hey! Este é um fragmento de um histórico online?
Ou adiantaste-me o post no diálogo?
Já vi isto antes!
Alegra-me ver novamente e mais uma e outra vez.