sexta-feira, 31 de julho de 2009

Refletindo Karinemente...


Ah!
Meu manjar de júbilo é saber
Que desta fotografia posso eu ter
Dos lábios: calorosos beijos (Spr.s² - dedinho he he)
E dos olhos, afetuoso olhar
Num piscar de idiossincráticos momentos a sós
Estando a, do amor, Amar!

Minha fonte de regozijo
É, desta fotografia em meu monitor, saber
Que ao meu lado daqui a pouco vai estar
E que comigo do amor irá brindar
Num incessante colapso idiossincrásico
Amores e intelectos para se doar...

Amor...
Oh minha fagulha de luz que lampeja inspiração no escuro manto de minhas estagnações poéticas
Cometa que corta o meu céu...
E como estrela cadente, faz-me menino novamente...
A cada pedido que elevo a Deus...
Ansiando por dias mais e mais semelhantes aos que idealizo;
E aos quais já vivencio contigo
Minha princesa!

Se da aurora já fez-se o sonho
E do orvalho um rio tamanho
Breve canto em teus ouvidos
É o meu peito que palpita...
Que te ama...
Que te chama...
Vem pra mim, amor meu!
Venha ajudar minhas mãos a se aquecerem...
E venha beijar-me como os beijos se beijam!
Venha ser minha!
Para sempre!
Te amo, Karine!


Nenhum comentário: