domingo, 13 de setembro de 2009

Diário de Bordo - 12/13 de setembro de 2009.


Nestes dias 12 e 13 de Setembro estive participando do 9º congresso do GOU - Grupo de Oração Universitário - e posso dizer: Deus é capaz de fazer o que for preciso para a nossa salvação!
Sim. Podemos estar na pior circunstância espiritual e mesmo assim o Senhor encontra meios de nos alcançar. A cada dia, a cada encontro, a cada oração, vejo o Criador se aproximando mais e mais do meu espírito. Ele traz, a cada situação pela qual passo, uma nova perspectiva em Cristo, que me guia para o louvor, a adoração que somente Ele merece.
Chegamos em Toledo por volta das 3 horas da manhã e logo fomos para o alojamento indicado (na casa de uma ministra da igreja da cidade, que por sinal nos acolheu cordialmente).
Acordamos às 6 horas (pois é, mal dormimos nas três horas e cacetada de viagem de van e cochilamos meras duas horinhas em nossos quartos arranjados) e logo nos dirigirmos para a faculdade onde ocorreria o congresso (PUC de Toledo).
Ao chegar, tivemos um café da manhã para iniciar o evento e logo partimos para o auditório - um lindíssimo anfiteatro na faculdade... Obs: a FAFIPA bemmmm que poderia ter um "desses" nééé?!!! ¬¬ -, lá ocorreriam as palestras e pregações.
Bom, em resumo foi um congresso da RCC com direito a muita espiritualidade entre os jovens.
Lá se encontravam acadêmicos de diversos cursos. Foi uma atmosfera muito agradável, pois estávamos entre estudantes, ou seja, farinhas do mesmo saco = uma faculdade!
Penso que deveria haver mais e mais eventos com momentos como aqueles que ocorreram naquele anfiteatro da PUC. Com certeza Jesus mostrou muito para a minha futura carreira como homem, acadêmico, profissional, fiel...
Senti intensamente o quão pequeno sou diante do Santíssimo. E, ao me deparar com Ele, fui soluçando até perder o fôlego, orando para que Ele me desse o sEu coração sagrado, retirando o que jaz em meu peito: este infiel, traiçoeiro, pequeno, sujo, fraco coração humano.
Num determinado momento lá eu senti que o que realmente importa nesta vida de cristão é descobrir as formas de se entregar a vida ao Senhor. É você entender que aquilo que você quer pode não ser o que o Senhor quer para você mesmo(a). E pensando nisso, em meu coração, chorei por um momento, profundamente, refletindo no quão difícil é para quem está de fora deste altar Sagrado compreender (pelo menos) o "sentido" de se estar ali... Louvando e Penitenciando-se...
Claro, ninguém de fora compreenderia tamanha comunhão...
Há coisas que só experienciando-se é possível acreditar. E esta experiência íntima, de amor, de comunhão íntima com o Criador, que é puro Amor, só quem se entrega às providências Divinas pode sentir.
Voltei com um pedido intenso em meu peito:
- Que o meu coração atual seja jogado e consumido no fogo do passado, do esquecimento. E que um novo coração seja instalado em meu peito; o coração que bateu no peito de Cristo. Que este novo coração faça a vontade do Pai, e faça os muitos que estão ao meu redor também sentirem esta unção, esta comunhão Divina, que é o Amor "incondicional" de Deus por cada um de nós.
Enfim, este foi o meu pedido núcleo para todo o evento. Pois decidi que é pelo coração que chegarei ao Céu: ao entregar minhas imperfeições humanas nas mãos de Deus.
Vou trabalhar minhas virtudes.

Nenhum comentário: