sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Quando Amor Te Faltar

Verdade!
E por que não se separar se há divergências?
Simples:
Porque eu Não quero (bem intuído por ti isso)!
E porque também tu Não queres!
E posso ir até além disso:
Porque eu te amo, minha querida!
Sim!
Descobri que minhas frustrações emocionais (estranhezas para contigo às vezes) se deram por eu não ter ainda obtido a oportunidade de vivenciar contigo um momento mais...
Digamos... "Intuitivo!"
É!
Onde a razão não mensure taaaaanto os acontecimentos por segundo...
E onde nossa "fluência (de cunho intuitivo)" venha à tona perante a nós!
Talvez o que nos falta ainda seja apenas uma pitadinha de "momentos intuitivos"!
Isso mesmo. Acho que precisamos "praticar o Ying da questão"(Riso sarcástico) hehe.

Bom, independente de tudo...


Sim, meu Amor...
Segurarei na tua mão,
E, contigo, visitarei o Jardim do teu Coração!
Se sou eu quem dele cultiva flores...
E dos pássaros compõe canções de amores...
Arrancarei Ervas-Daninhas dos canteiros semeados!
Cuidarei da terra seca, e dos cantos ressecados!
Então conta comigo, oh Princesa,
Para criar Reino Encantado...
Donde a Poesia livre brotará, numa união que não se acabará!
Se sou eu quem tinge a tela em várias cores...
Pintando Nuvens de Algodão, onde tu fores...

Fico aqui rindo...

Fico feliz...
Nova expressão,
Novo matiz!
Entendendo-te aos poucos...
Agora bem mais...
E calmo adormeço...
Sem olhar pra trás!
Dá-me um bejo supremo
Eu te levo no ar...
Estarei por aqui...
Quando Amor te faltar!


Nenhum comentário: