domingo, 31 de janeiro de 2010

Ruído

Ruído:
Verme que corrói as entranhas da melodia
Doença que acomete à uma boa canção em alto-falantes expelida...
Cabos mal conectados...
Plugs adoentados....
Interferência que irrita!

Ruído:
Também na vida assim o temos
Quando dos alto-falantes do coração se ouve a canção do ódio
Inveja...
Mesquinhez!!!
Sim! São ruídos autenticamente maléficos!
Pecado: ruído primordial. Principal. Geneticamente primogênito!
E Deus é o Maestro que gravou uma canção em um CD chamado história da humanidade:
Colocou-o para tocar numa caixa de som chamada coração do homem...
Mas o ruído o irritou...
O entristeceu...
O ruído chamou-se "PECADO".
E o pecado atrapalhou a bela canção de Deus!
Interferência na santidade de um povo:
Seus Filhos amados!

Mas nem tudo perdido está:
Pois o Pai mandou de Lá
Um Herdeiro em sua Canção...
Arquiteto sinfônico...
Veio o ruído anular...
Jesus, ó Músico perfeito!
Cante em meu coração o Teu maravilhoso feito:
Amor!
Só o Amor, a Caridade sincera: limpa de todo ruído!

Um comentário:

K. disse...

Uma ótima reflexão para o pessoal da música do grupo de Jovens, leve no próximo ensaio ;D