quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Temple of the Eucharist

Amor: Palavra que traduz a essência da vida. Mais que isso: traduz a Verdade de Cristo Jesus.
A Palavra, em nossa boca, se não iluminada pelo amor, perde a Verdade que a habita na Sagrada Escritura.
Jesus Sacramentado, o Cordeiro Divino que se dá por muitos de nós - sim, muitos, pois nem todos crêem nAquele que o Pai enviou, e por isso não poderão usufruir, infelizmente, da Graça concebível pelo Diviníssimo Sacramento - é o único capaz de implantar Amor em nossos corações de pedra.
Nossas vidas se baseiam em um cotidiano que, em geral, anestesia nossa espiritualidade e fraternidade para com nosso próximo. E é por isso que "precisamos e necessitamos desesperadamente" da Misericórdia de Jesus para nossa salvação Celestial e Terrena também. E para recebermos esta Graça de Deus, é preciso, antes de tudo, entregar-se humildemente ao Amor do Pai, e "deixar-se" Amar pelo Criador. É preciso clamar e gritar pelo nome do Senhor até o ponto de extremecer as estruturas de Seu Templo!
Sim, pois o Senhor tem Poder para nos salvar do inferno mundano, da indiferença amorosa; mas para receber as bênçãos de Deus, como já dito, o cristão deve ser sincero consigo mesmo, e "confessar-se" perante o Senhor, aclamando-O, e reconhecendo-se impotente, sem Ele, diante do mundo.
Nossas vidas, no dia-a-dia, é semelhante a uma prova de fogo; dependemos, por isso, do trabalho em equipe.
Que o sentido de Família não se perca, não se destrua com o tempo. Que a Família seja Sagrada!

Nenhum comentário: