sexta-feira, 30 de abril de 2010

Oh! amor

Oh! musa por quem o Vento canta
Alegre a sibilar pelas folhas
Amo a tua presença
Como a noite ama a Lua
Pois é doce o teu sorriso
Como o Mel dourado das colmeias
E cintilante é o teu olhar
Como as fagulhas noturnas de um limpo céu

Oh! musa...
Quero-te minha
Como o são minhas próprias palavras
Ah! mas egoistas são meus sonhos
Por isso peço clemência a Deus
Para poder contar com a humildade
De dividí-la com os dias e as noites
Oh! doce anjo
Sereno ser que em meu viver pousou
Agora sento-me à orla desta praia
Praia dos sonhos
Dos desejos e anseios...
Esperando pelo próximo raio de luz
De uma futura e iluminada manhã
Receba o meu Amor
Pois ele te dou
Entrego meu carinho
Pois sem você fico sozinho...

Um comentário:

K. disse...

Amo-ooorr!
Não te sintas tão só quando comigo não estás
Pois aqui há alguém que a todo instante em ti pensa
Tudo o que faz, os estudos, os planos, tudo o mais
Em tudo tu estás.
No dia, na noite, no sol ou na chuva, na solidão, no frio, em todo lugar bate forte meu peito e aquece todo o meu corpo, pois tenho um amor e longe junto comigo está, - sempre!
Te amooo!