domingo, 4 de abril de 2010

Páscoa

Neste primeiro domingo de abril celebramos a Páscoa de Jesus. A ressurreição do Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo mais uma vez foi recordada.
Então que esta celebração, para mim e para todos nós, não fique somente no plano comemorativo, celebrativo, simbólico. Seja também motivo para renascermos em Cristo e com Cristo; com nova luz sobre nossas vidas. Acreditando que o Pai nos fará diferentes nEle.

Renascer é algo necessário a todo ser humano, uma vez que, enquanto homens, sempre cometemos equívocos. Isso é uma realidade humana.
Mas esta realidade não deve se converter em razão para nos alienarmos nesta idéia e alimentarmos o pecado do mau uso do livre arbítrio em nós.
Devemos buscar transpor as muralhas de nossas provações. Saltar mais alto que antes (como diz o Rosa de Saron) deve significar nossa meta de vida.
Não devemos deixar nossa vida igual a tudo o que se vê (mais uma vez citando o Rosa) porque o verdadeiro cristão não se dá a permissão de ser trivial, alienado, indiferente à boa vida.
O motivo de nossa (nós os cristãos) alegria é a ressurreição de nosso Rei. O único Rei. E este Senhor nos convida a tomarmos a nossa própria cruz e seguí-lo. E somente assim se é possível alcançar o Reino dos Céus. Reino este que traz paz e amor a todos que o procuram.
Muitos já deixaram este plano na busca pelo Reino vindouro. Muitos foram santificados pela igreja por buscarem o Senhor de todo o coração.
Busquemos também, cada um de nós, fazer a vontade de Jesus neste país, no Brasil, em Paranavái ou onde quer que estejamos.

Um comentário:

K. disse...

É, amor. É isso aí. De morna, esfriei-me por uns dias completamente para voltar com força total. Não gosto das coisas pela metade, do serviço mal-feito, da fé sem obras, sem algo concreto. Por isso, façamos de nossas vidas um exemplo a ser seguido.