sexta-feira, 28 de maio de 2010

Flocos de Canção


Não cometa o pecado
De se esquecer de quem tu és

E do dom Divino recebido
:
Respirar!

Não se distraia um segundo sequer

Divagando sobre os pássaros no telhado

Ou as nuvens no manto azul do céu de opala

É sagrado este momento...

Pare, pense um pouco e...
Caminhe apenas!

Segure firme o teu coração

E com ambas as mãos, não permitas

Não permitas que ele caia no chão

E a todo tempo, procure manter firme na memória

Quem tu és

E do que precisas para caminhar feliz:


"
Amor"

E não permitas teus olhos se desviarem

Seguindo os Lampirídeos das distrações...

Apenas repousa a tua cabeça já cansada

E recline o teu espírito ao descanso do amor
Deixa-se levar pelo Vento

Ele canta...

E sussurra por ti uma canção

Doce canção de primavera

Trazendo o floco de neve que se atrasou em partir


D
aqui da janela poderei ver... A estrela cadente que te enviei...

3 comentários:

K. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
K. disse...

E daqui sinto os resquícios da neve que vêm de longe, trazendo consigo um ar macio de carinho e saudade latentes em meu rosto e em minha mente.
Meu coração está aqui a esperar por mais um momento de pura e intensa emoção. Te amo.

K. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.