terça-feira, 11 de maio de 2010

Ode à Musa dos meus Dias


Oh! doce flor que os meus olhos acaricia
Qual orvalho matutino quero por tuas pétalas escorrer

E por entre o teu seio de amores passear... me perder!

Dos teus lábios o néctar mais doce provar

Da tua serena beleza degustar

Oh! doce flor...

Sê minha até o eterno retorno

Vivas de Sol

Vivas de Mel

Ah! tua beleza a ti é fiel!

Doces pétalas...
Vou tua beleza cultivar

Enquanto a poesia viver
Nos meus lábios tu estarás

Vou embalá-la em meu peito

E tua sina traçar...
Juntos pelo bosque ficaremos

Vendo a Lua a pernoitar!



2 comentários:

K. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
K. disse...

Ai, amor, que liiindo!!!
E são para miiiim!!!!
Eu sempre quis um poeta só meu
Que não lesse poesias de outros encantos que não fossem os seus
Decorassem sentimentos alheios
Para balbuciar nos ouvidos dóutra donzela
E como é belo!
E é meu
Só meu
Amor eterno, doce, puro e ardente amor!
Te amoooo!!!

P.S.: E uma beeela orquídea com sua simbologia sutil no plano de fundo.