sexta-feira, 18 de junho de 2010

Matizes




Já pensou se um único lápis da caixinha quisesse imperar sobre todos os outros e ditasse a cor de todos baseando-se em sua própria cor?
Todos seriam de uma única cor. E que graça teria isso para a arte?
Qual o sentido de se pintar sempre em um único tom?
O "legal" da arte está nos contrastes...
As nuances entre as colorações é que causam o vislumbre mais impressionante. Isto é um fato de arte como o céu é azul e a noite é negra.
Mas infelizmente há pintores por ai que não sabem ou parecem não saber desta perspectiva artística. E pintam somente num tom as ilustrações de suas vidas.
Ah! se todos sentisem...
Ah! se todos fossem verdadeiros pintores pela existência.

Nenhum comentário: