sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Do Meu Amor

Meu amor, quero que saibas:
De vez em quando, nos momentos mais imprevisíveis...
Quer eu esteja trabalhando, quer esteja estudando, me preparando para dormir ou ao acordar...
De repente me vem à memória a tua existência. Lembro-me de você.
Ah! quão feliz fico!
É inexplicável. Subitamente me vejo rodeado de planos para o futuro. E o fato de já termos superado tantas intempéries em nossa relação me surge à mente como a sensação de quem ergue a cabeça para fora d'água, após um longo e sufocante mergulho.
Alivia-me pensar em nós, como estamos. E poder respirar o ar dos nossos sonhos.
Sim. Estamos construindo sonhos, pouco a pouco. E sei que, com a minha e a tua índole, conseguiremos alcançar horizontes longínquos.
Poderemos desfrutar de uma vida hiper-mega-super feliz.
Tudo isso baseando no que vivenciamos no presente. Não são meras utopias. São planos com fundamentação presente.
Quero que saibas que tua presença é cruxial em minha vida. Pois sou o tipo de homem que anseia por encontrar um par para conviver, e desfrutar da companhia.
Simplesmente quero viver esta parceria contigo. E no que depender de mim, lutarei para fazê-la feliz. Ainda que tenha de errar muitas vezes até perceber o que estou fazendo de errado. Se combinarmos de rezar pedindo tolerância extra a Deus, todos os dias, poderemos viver equilibradamente felizes.
É isso ai, meu amor.
Vamos louvar a Deus em nossa relação. Fazendo de nossas vidas, juntas, uma verdadeira oração de agradecimento e alegria.
Encontramos obstáculos o tempo inteiro, mas isto não significa que só porque é difícil tenhamos que desistir de construir nossas vidas. Tudo conspira a favor daquele que luta pelo que anseia ter e "ser".
Proponho que busquemos o Ser e não o Ter.
Ao invés de buscarmos felicidade, busquemos ser felizes já. Ao invés de buscarmos a paciência e a tolerância um para com o outro, SEJAMOS mais pacientes e mais tolerantes desde JÁ.
E assim, com certeza, viveremos em paz e em constante progressão existencial.
Lutemos contra nossos fantasmmas, conquistemos o império de nossos medos e frustrações.
Pois somos duas águias que alcarão um pleno vôo rumo ao Norte dos nossos sonhos.

Nenhum comentário: