quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Amor Pela Fé


Às vezes, ao me deitar para dormir começo a pensar e, pensando, me vêm algumas lembranças no coração. São como pegadas que ficaram não na areia, mas na rocha.
Lembro-me dos dias em que te vi sentada, qual escultura grega, como se feita para ser contemplada apenas. Sim. Sentada naquele singelo banco. Esperando por uma palavra de esperança. Algo que confortasse o teu coração.
E, naqueles momentos, meu coração pulava dentro do peito. Como se fosse explodir. E na mesma noite em que me lembro, meu coração bate um pouquinho mais forte. Simplesmente feliz. Não só pela beleza de momentos como aqueles. Mas pelo fato de que É O Amor que está lá. Não é outra coisa. E a alegria que isto desperta em mim cura qualquer male.
Simplesmente assim: encontrar a Deus nesta vida é aprender a louvá-lo pelas pequenas coisas que nos tocam mais profundamente.
É descobrir que Ele está ali, naquele olhar, naquele abraço, naquele beijo. Em todas as circunstâncias em que podemos nos sentir bem.
E como agradeço ao Pai por isso. Claro que pedindo perdão por não ser digno de tamanho apreço. Por tamanho sentir.
Mas mesmo assim, ouso levantar meus olhos e meus braços para o céu...
E faço a minha prece.
Peço a Deus para que me toque esta noite. E para que Ele sussurre em meus ouvidos uma canção Celeste. Algo que me diga que pela Fé terei o que procuro. Pois pela fé tenho a certeza das coisas que não vejo, daquilo que ainda apenas espero.
Pela Fé.

Nenhum comentário: