quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Consolação ao Coração


Oh! coração
Pobre ser indefeso
Quem lutará por ti...
Se a tua razão, tua irmã, está em batalha
Sim!
Numa arena de morte ela se encontra
Degladiando-se consigo própria
Oh! coração
Pobre ser indefeso
Portador do Amor
Que culpa tens de jazer neste leito...
Enxergando o deserto do pensamento
Enquanto o Sol enferrujado nasce num horizonte opaco
Coração, te prometo
Deixar-te amar
Deixar-te chorar
Deixar-te se alegrar
Pois se fores "puro" verás a Deus!!!
Mas para seres puro
Basta olhar
E se deixar levar
Pelo Amor que te amou primeiro
Não se preocupe, querido coração
O melhor do Pai está por vir
Irmão coração
Tua sina é divina
Basta esperar!

Nenhum comentário: