quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Língua & Linguagem


O que é a língua?
O que é a linguagem?
Várias vezes já parei para pensar sobre esta questão.
Por sorte estudo num curso que visa promover o conhecimento científico dos objetos de comunicação mais utilizados por nós: a língua - falada ou escrita.
Infelizmente este curso não disponibiliza material de "qualidade" plausível no que diz respeito ao bom estudo da língua materna, por exemplo.
Gosto de pensar sobre a língua e a linguagem humanas. Com elas eu posso transmitir o que sinto e o que penso. Posso me declarar. Posso me expressar!
A língua é o veículo pelo qual transmitimos os estados de nossa alma. Expressamos o que acontece em nosso interior.
Deve ser por isso que se diz ser impossível pensar sem a língua. Ou melhor, que quando você diz que entende algo mas que não sabe explicar, é porque não entendeu nada ainda.
Concordo. Quando não sei dizer, com minhas próprias palavras, sobre algo que me foi explicado, significa que não entendi completamente.
Eis o critério para se avaliar o quanto aprendemos das coisas. Basta se perguntar e se auto-responder. Se você souber explicar, com suas próprias palavras, você entendeu.

Observando a variedade de correntes filosóficas existentes pelo mundo a fora, percebo que a linguagem é o ponto que, muitas vezes, define a divergência de pensamento entre um filósofo e outro.
É por causa da linguagem mal interpretada, mal entendida, que há divergências de opiniões.
Olha só como isto é evidente. Muitas vezes as pessoas dizem que discordam de determinada explicação sobre algum fator teórico ou científico. Ou mesmo sobre determinada opinião.
O problema é que discordam de coisas que muitas vezes não entenderam. E isso é triste, pois é injusto.
Não se deve discordar de algo que sequer foi compreendido. Isto seria ignorância.
Devemos buscar compreender primeiro. E se após compreender ainda insistirmos em discordar, então já não é uma questão de comunicação mal efetuada. Ai é uma questão de divergência de razões para defender tal e tal opinião.
A língua é o único meio pelo qual comunicamos nossas idéias com maior eficácia.
Veja bem, sem a língua, nos limitaríamos a gestos, símbolos, ou seja lá o que for. Não há como negar isto.
Penso que tudo o que cremos depende também da linguagem espiritual com que nos utilizamos para manifestar nossa fé.
Este texto não tem nem pé nem cabeça, porque comecei a enaltecer a língua e linguagem no início, e, conforme fui escrevendo, meu pensamento foi divagando e flutuando por tópicos variadamente caóticos.

Um comentário:

**Spulen** disse...

hahaha
eu entendo pq isso acontece...
posso explicar!
=P