segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Razão e Sentimento

Nós, jovens, vivemos transtornos emocionais. Vivemos com nossos sentimentos à flor da pele. Talvez pela característica biológica pertinente à nossa idade, nossa fase existencial. Pode ser que esta situação seja realmente natural e previsível na vida de cada um em geral.
Todos os meus amigos e amigas com quem convivo e converso, numa maioria, vivem este mesmo dilema sentimental. Enfrentam questões implicantes, complexas e até torturantes.
São questões referentes ao convívio divinamente aceitável, ou mesmo equilibrado.
São dúvidas entre agir com a razão ou sentimento. É sempre assim.
Mas o interessante mesmo é que eu me vejo no meio desse fogo cruzado também.
Mas pensando bem, Deus nos fez assim para algum aprendizado. Acho que é para amadurecermos nossa forma de lidar com razão-emoção.
Hoje aprendi que não se pode viver só de emoção nem só de razão. Tanto de uma como de outra, se for extremo, está errado.
Deus nos fez para sermos equilibrados. Devemos deixar o sentimento falar mais alto em "seu" próprio habitat, e o mesmo com a razão.
Racionalizar sentimentos não faz bem, assim como emocionar pensamentos também não.
O prudente é saber cada um viver em seu próprio meio, seu lar.
Onde vive a tua emoção?
E a tua razão?
Será que estão em seus lares?

Nenhum comentário: