quarta-feira, 28 de julho de 2010

Emancipadora Prisão

Minha vida é assim
Complexa simplicidade
Mas dentro dela bem eu me sinto
Pois só preciso de um pouco de tempo
E um bom livro na mão
...
Ah!... sim!
Também você, meu amor
Imprescindível és!
Pois para mim
Basta um momento a dois
Abraçadinhos no sofá...
Curtindo do tempo o passar
Teus cabelos afagando
E em teus olhos olhar
Buscar dos lábios o doce mel
De um amor promissor
Pois a mim basta segurança ter
Casa, comida, roupa e viagem
Abraços e beijos
Nada de passagem
Tudo permanente
Como do céu o azul
Como do mar as ondas
Acima de tudo a paz
E em ti,
Meu amor...
Emancipar-me de mim mesmo
Pois me perder em ti
É encontrar minha essência