quarta-feira, 18 de agosto de 2010

O Lago

Se uma só vez mergulhasses
Neste lago tão imenso e profundo
Onde criaturas exóticas habitam
Nas profundezas escuras de tal mundo...
Talvez não voltarias a ver
Com os mesmos olhos de outrora
A luz do sol cintilante
Que se te apreseta agora