sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Essência Vital-Amorosa


Já escrevi neste blog antes sobre o que estou pensando neste exato momento, mas volto a repetir o tema com outras palavras. Estou refletindo sobre a necessidade que os seres vivos tem de se alimentar. Ora, o ato de se alimentar consiste em repor as vitaminas e os nutrientes de que o organismo necessita para sobreviver e se sustentar enquanto participa do ciclo vital. Este fato me intrigou ao encontrar similaridade com o que ocorre no ato de amar uma pessoa. Quando me peguei amando uma certa pessoa, que prefiro chamar de "Princesa", me vi qual organismo que precisa de uma certa vitamina para poder se desenvolver completamente. Foi isso! Senti que Ela contém o essencial para a necessidade do meu coração. E se o coração é o centro da vida, ou seja, o que faz tudo ter sentido, como Coríntios 13 vai ressaltar com divina perfeição, realmente Ela é uma parte importante do que existe aqui dentro em meu peito. Assim como preciso de vitamina C, por exemplo, pois o que a vitamina C é corresponde ao que já habita em meu organismo, Ela é uma partícula de algo essencial para o que já existe dentro do meu coração: meu Amor.
E se Ela é o Amor que faz bater mais forte o meu coração, então não há porque negar poemas, textos, declarações, sussurros, palavras e atitudes amorosas. Não há porque não dizer em cima dos telhados que a amo. E o mais evidente é que nada disso seria considerado "loucura", pois loucura é algo que não se justifica. Loucura é insanidade, algo sem explicação, e por isso é ilógico. Mas o que faço, em nome deste Amor, não é sem nexo, pois se justifica naquilo que acabei de explicar. As vitaminas. Ela é a essência do que tenho em mim. Pois em mim já existia, antes de a conhecer, a idéia real da Princesa. Por isso, bemvinda ao meu coração, Princesa de Deus! Seja bemvinda e bem cuidada. Eis aqui um poeta, um discípulo, um homem. Alguém que te quer fazer sorrir sempre, e dizer, a cada vez que se sentir triste, fraca, desanimada...
Eu te amo!!!

♥LL♥