quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Yare Yare!

Bom, é até engraçado, mas a verdade é que este sítio "diarístico" está mais oscilatório que objetos de estudo da física quântica.
Pois bem, deixemos pra lá a questão das variações em geral. Os temas aqui variam a medida que variam as circunstâncias internas de minha psique.
E no presente momento estou um tanto atônito com certos fatores da vida. Mas o intrigante mesmo é o fato de eu estar de bem com meu caminho de "agora", e isto me mostra o quanto estou certo onde me encontro.
Na realidade existem coisas que não se entende de primeira. Não são fáceis à primeira observação ou análise. É preciso deixar os acontecimentos intrigantes esfriarem-se para saboreá-los sem perder nada do sabor da verdade. Como um belo bolo de chocolate recém saído do forno (não dá pra engolir, neh).
Bom, às vezes até acho que sou estranho perante os demais homens da humanidade. Mas todo homem que pensa deve achar isso. Ou seja, refletir sobre TUDO a todo momento, e conjecturar, hipotetizar, imaginar, essas coisas enfim. Quanto mais você se sente estranho perante as demais pessoas do mundo é porque muito do que você vê ao redor se mostra alheio demais ao que você vê em si mesmo. Suas ideias, seus sentimentos etc.
A minha diferença está em aceitar a realidade tal qual ela é. Nada de "se". Nada de "talvez". Nada de "será?". O negócio pra mim é sim ou não. O que vem além é diabólico he he he.
Bom, pela Santíssima Virgem tenho a consolação, e sei que ao lado dela não há erros. Com todos os Santos do Céu estou em comunhão, rezando, pedindo e participando do mistério da Transubstanciação. O milagre que acontece em TODOS os domingos.
....
E se faltar o vinho (alegria) em meu coração, pedirei a Mãe Santíssima que peça ao Filho para transformar minha água espiritual em Vinho de Amor. Pois Ela pode, através da simplicidade e humildade, agradar tanto a Deus que antecipa até mesmo a Sua hora. E sei que assim é do agrado do Pai. Filhos humildes como a Serva do Senhor.

É isso aê!

In Corde Iesu et Mariae semper!

Nenhum comentário: