quinta-feira, 26 de maio de 2011

Erostice


Querer não é poder
Poder não é querer
Querer é só saber
Que um preço tudo tem!

Gostar não é Amar
Um beijo Amor, e vem
Se for tão frio o ódio
Daquilo que convém

Tristeza habita o escuro
De um triste coração
Ausente de notícias
Que conta a Emoção

Teus olhos me fascinam
Num tempo já passado
E agora assassinam
Um Bem que foi amado!

Por que te foste longe...
Se aqui amor já tinhas...
Agora vivo incerto
Das Luas que eram minhas!

3 comentários:

K. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
K. disse...

Querer não é poder,
Se não confiares
No poder de Cristo
Se abaixares a cabeça
E disseres "Eu desisto!"

...

Dúbia é minha visão
Deste triste coração
Ausente?! de notícias...
Não é pra mim "a vocação".

A julgar pelo fascínio
Digo que não são meus
Olhos não amados
Lançados a outros Romeus...

Se agora vive incerto
É porque decerto
Amor aí eu não tinha
E só fora apontada
Infeliz fraqueza minha.

Aninha Zocchio disse...

"Querer não é poder, pois nem tudo nos convém"!! Mas por que o querer? Ai de nós pobres mortais, poderia ser tudo tão simples, piscar os olhos os desejos acontecessem, seja para esquecê-los, seja para vivê-los...
Beijo menino, que sua semana seja maravilhosa!