domingo, 12 de junho de 2011

Se ela não faz sopa de letrinhas...

Ah! se Tu pudesses ser
A filha do Amor, trazida a mim
Nesta noite de carência múltipla
Se pudesses ser tua face
Que com um ameno beijo eu selasse
Se pudesses...
Ah! se fosses apenas Tu, a Princesa...
Aquela que hoje vi
Com um olhar brilhoso me fitava
E minh'alma em ti abrigo depositava...
Fogo!

Nenhum comentário: