terça-feira, 19 de julho de 2011

Reflexão

Sei que todo caminho que puder ser utilizado para explicar o cosmos será infinitamente imperfeito diante da Verdade que habita Tua essência intelectiva. Sim, Oh! Senhor! Assim o quiseste para todo sempre.
Nem mesmo a um anjo do céu revelaste as estruturas profundíssimas do comportamento das coisas que existem (no céu e na Terra). Nem mesmo ao Filho revelaste a grande Hora da consumação dos tempos. A ninguém revelaste Tua essência. Assim penso eu por enquanto.
Talvez os santos (ou alguns deles) tenham podido tocar a grande Essência por alguns segundos (que diante de Ti se transformam em Eternidade), mas por enquanto não consigo imaginar como poderia "saber" as coisas como Tu as sabes. Somente a Tua Mente pode pensar com Palavras inexprimíveis à língua humana.
Tudo o que se diz...
Tudo o que se simboliza...
Tudo o que se imagina...
É finito!
É imperfeito!
Diante do Perfeito Ser (o único Ser autêntico)...
Nada se compara...
Nada se traduz...
Nada!
Somente Um leva ao infinito...
Iesus!

Nenhum comentário: