terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Razão e Emoção

Pensamentos. Sentimentos. Ah! quão difícil é. Contornar as situações que os dias nos trazem. Um segundo e... você está triste. Noutro já está contente. E depois está com medo do que o futuro possa trazer (ou deixar de trazer).
É assim. Como uma sucessão de eventos (aparentemente) caóticos. Sem clareza. Sem muita lógica nos fatos.
Mas a medida que o tempo passa e envelhece as lembranças, você começa a compreender certos acontecimentos. E passa a meditar com mais profundidade sobre certas coisas da vida.
Uma coisa é gostar; outra coisa é Amar. Uma coisa é venerar, outra é adorar. E assim vai a vida.
Hoje me senti (como em outras tantas vezes) estranhamente ruim. Sentimentalmente mal. Algo obscuro, triste, caótico, torpe. Sei lá. Mal.
Detesto este sentimento. Parece que algo me arrebata para um clima de "fumaça negra" no ar. Minha alma parece comprimir-se dentro do meu corpo, e meu coração palpita como se envenenado por sentimentos pessimistas.
Isto é estresse? É deprê? É psicossomatismo? É crise? É tudo e nada?!
Bom, o que importa?
Sei que tem a ver com meu estado emotivo. Afinal, muitos porcentos de todas as doenças são causadas por psicossomatizações.