domingo, 22 de maio de 2011

Portos Cinzentos


De repente meus olhos
Novamente olham para aquela direção.
Há um minuto atrás, e...
Leste!
Agora, novamente para o Oeste!
Que será então de minha jornada, oh Céus!
Dubia, dubia!
Mas talvez do sono esteja eu desperto
E dos tentáculos devaneísticos me encontre liberto!
Reality! Reality!
O Mundo assim é
A Vida é assim!
Para a realidade da Vida devemos caminhar
Para os Portos Cinzentos
Onde a alegria sincera habitar!