quarta-feira, 1 de junho de 2011

Think About It

Tu me pediste para não mais te fazer chorar novamente. Disseste-me para não mais lançar aos "arbustos" o teu coração. E assim findamos mais uma prosa de amor discutida.
Não quero, pois, fazê-la novamente ao chão verter lágrimas. Não é minha vontade ser a causa de mais um sofrer. Quero paz. Quero Amor. Harmonia e constância. Certezas e Sonhos. Nada de confusão. Para ambos quero PAZ.
E se for para "repetir" a dose de sofrimento: never more. Pelo bem destes dois jovens corações, pelo bem destas almas... não machuquemos mais ainda o teu espírito de Mulher-de-Valor.
Pois temo por aquele discurso de quem não se realizou nas expectativas amorosas e que resolveu fumar, beber, e se "estragar". E você me disse algo parecido. Como se numa auto-destruição por revolta e frustração.

Para agora, apenas respire profundamente. Como dito: práticas piedosas e muita meditação.
Por mim, espero no silêncio do Amor, esperando para que a pessoa certa seja quem Deus trouxer e não quem o meu intelecto ou coração escolher. Apesar de que ambos processarão a pessoa amada, Deus é quem dará o sinal.