segunda-feira, 27 de junho de 2011

Vislumbre

Ao escuro das incertezas minhas mãos estendi
Tentando dos sonhos as paredes apalpar
E do vil silêncio noturno...
Em meios às preces de Amor,
Uma amorosa canção despertar!

Em noite profunda de sono
Em sonhos a luz da Lua veio banhar
O cume dos montes mais altos
E o meu sonho iluminar

E em meio ao toque suave da Noite
Orações embalando-me a Alma
A Rosa Sublime do campo os meus olhos fitou