quinta-feira, 28 de julho de 2011

New Lovely Life

Após várias tentativas na busca duma vida amorosa perfeita, descobri que somente ao entregar inteiramente a Deus é que esta vida pode acontecer. E agora percebo que, ao recebê-la do Pai Celeste, o romance santo é muito mais do que pensamos ser. Tudo muda perante a visão mundana que tínhamos antes de reconhecer a maneira santa de se namorar. E digo 'visão mundana' aqui no sentido de separar e contrastar os valores para com os componentes de uma vida amorosa cotidiana que a maioria dá para seus relacionamentos (matrimoniais ou não).
Agora estou dentro do plano de Deus. E apesar de ainda não ser santo como almejo, já posso sentir o gostinho de ser atendido pelo Pai. E, se querem uma dica, é TREMENDO. Pois agora tenho um 'débito automático' para pagar, digamos assim. O Pai quer filhos fiéis, obedientes e sinceros no cumprimento da Lei. E por ter pedido alguém que me ajudasse na santificação de minha alma e da dela, o Senhor rapidamente concedeu-me a Graça de encontrá-la no mesmo dia em que fiz o pedido. Disso posso inferir que não importa o que se peça a Deus, contanto que seja para a Salvação de nossas (ou de outrem) almas.
Cá não me estendo além do necessário para comunicar, irmãos, que a vida é assim:
Deus é Pai, e dá o Peixe, o Pão, e o Leite necessários à nossa vida (Eterna).
Não peça nada fora deste contexto espiritual, porque, caso o Pai atendesse, o presenteado iria parar nas chamas infernais (coisa que o Pai jamais deseja para Seus filhos amados) - entenderam?