quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

verdadeira 'Verdade'

Lendo a Sagrada Escritura, especificamente no Livro de Hebreus, capítulo 11, vemos uma explicação tremenda e divina sobre o que é a verdadeira Fé. Desta concluímos que fé não tem nada a ver com sentimentalismo, com fortes emoções, com experiências místicas paranormais e etc. Pois Fé, conforme o Apóstolo, é uma "certeza" de coisas que ainda estão por vir; é a firmeza do Espírito naquilo que ainda não se realizou. Por isso, ainda segundo o hagiófrafo, pela Fé (1ª virtude teologal) foi que o povo de Deus caminhou. E a história deste povo é testemunho daquilo que se acaba de afirmar, em tal Capítulo Bíblico.
É justamente por essa razão, isto é, através da correta concepção do que é a Fé para Deus, que devemos aprender a caminhar, nos dias modernos, mais atentos à Palavra divina.
O mundo moderno conseguiu, como qualquer curioso aos fatos pode perceber, a proeza de elaborar as mais bizarras concepções sobre o que é a Verdade, Deus, Beleza, Filosofia, Ciência, a Existência e etc... e por isso é ultra necessário aprender (e ensinar) a "verdadeira" Verdade!
Soa estranho, mas é assim mesmo. A verdadeira Verdade é algo perdido nos tempos atuais. Pois se cada um possui a sua "própria" verdade... como ficamos então sobre o que Ela realmente seja?!
Assim, precisamos buscar na Palavra, na Tradição e no Magistério (conforme o próprio Deus-Humanando nos legou) a Verdade nua e crua! Do contrário, não há Verdade, mas "verdades" com "v" minúsculo mesmo. E quem é que quer estas?
Um exemplo que aprendi muito elucidativo sobre a existência da verdadeira Verdade é o de que ninguém, em seu pleno estado de saúde física e mental, gostaria de ser enganado. E, como sabemos, ser enganado é ouvir uma mentira! Ou estou enganado?
Outro exemplo é o de que ninguém falsifica uma coisa que não existe originalmente, ou seja, algo original, autêntico, genuíno!
Se há algo falso, é porque há algo verdadeiro! Não?
Ora, se há diversas religiões falsas, é porque há uma Verdadeira! E é claro, todas as demais religiões, a começar pelas seitas cristãs a partir, especificamente, do séc. XVI, são falsas porquanto imitam a Verdadeira, a Católica Apostólica Romana, a Primeira Cristã do Universo... a primeira a estabelecer o Cânon Bíblico, ou seja, os Livros Inspirados pelo Espírito Santo de Deus. Negar isto é uma blasfêmia contra a própria inteligência dos fatos e da mente humana, imagem e semelhança de Deus no Cosmos.
Mas voltando ao tema da Fé, necessitamos dela para agradar a Deus, conforme o mesmo capítulo (XI) nos ressalta. Infelizmente, porém, a mairia das pessoas não tem fé verdadeira. Tem sentimentos sobre a fé. Tem opiniões sobre a mesma. Tem conceitos subjetivamente formulados, por meio de experiências imperfeitas, imaturas. E, assim, concebe-se que fé seja uma força de vontade fora do comum, capaz de gerar fenômenos "mágicos" na vida de uma pessoa. E por aí vai.
Se precisamos de Fé para agradar a Deus, é porque Ele estabeleceu algo que, só pela Fé, é possível alcançar dEle com satisfação e aprovação divinas!
Por isso que Ele pediu a Abraão que Lhe desse o filho em holocausto, a fim de provar-lhe a Fé. Ora, a Abraão Deus havia prometido uma descendência numerosa por meio do próprio filho, Isaac, a quem Ele havia pedido como sacrifício de provação!
Entendem? Aqui há o mistério insondável de Deus. Seus desígnios são misteriosos e imperscrutáveis a qualquer ser humano, por mais douto que seja. Mas podemos inferir alguma coisa, se nos esforçarmos um pouquinho.
Neste exemplo de Fé, Deus pede a Abraão algo que Ele havia concedido miraculosamente (Sara concebe e dá à luz na velhice, mesmo já estéril). E Abraão, crendo incondicionalmente em Deus, aceita entregar este mesmo filho do milagre divino, pois que "cria" firmemente naquilo que Deus faria. Ou seja, Abraão acreditava piamente que Deus tinha o poder de ressuscitar os mortos, e por isso não questionou nada - esta é a própria explicação teológica do hagiógrafo.
Como vemos, é pela Fé que as coisas de Deus acontecem no mundo aos Seus filhos. E, como a própria Palavra nos alerta, "qual pai que, amando, não educa seu filho?"
Irmãos, vivamos a Fé, seja na saúde, na doença, na alegria ou na tristeza. Pois sem Fé NÃO SE AGRADA A DEUS!¹
Nem eu nem você [e nem ninguém] temos potência intelectual para abarcar o Universo Cósmico da existência. É por isso que a Bíblia é sacrossanta, sapientíssima, Palavra de Deus na Terra! Pois, conforme ela, ninguém compreende a existência "só" pela razão, isto é, pelo conhecimento dos fatos e pela intuição e dedução intelectual dos fenômenos. Crer de tal forma se traduziria numa gnose barata!
Irmãos, é pela Fé que seremos escolhidos. Mas não nos esqueçamos das obras de caridade, hein!



1PS: de JEITO NENHUM!!!

Nenhum comentário: