quarta-feira, 28 de março de 2012

Aleinad

Nossa! às vezes me pego pensando no quanto a vida é ampla, inefável, incerta. São tantas coisas para se pensar. Tanto para se sonhar. Muitos planos para se fazer. Mas tudo isso só tem sentido se continuarmos vivendo; no entanto ninguém sabe o dia da morte!
Por isso, é importante ter em mente algumas posições um tanto imutáveis em relação à própria vida. Em primeiro lugar, a Fé. Em segundo, a Esperança. Em terceiro, o Amor (Caritas). Acho que estes três elementos são conhecidos da maioria que está lendo este Post, certo? Aliás, não sou eu quem as proponho, mas São Paulo, o grande Apóstolo.
Bom, voltando às incertezas da vida; como é difícil parar e meditar hoje em dia. São muitas opções cotidiano a fora. Muitas opções e uma única escolha a ser feita. E isso é que mata! Não há escapatória! Uma vez filho do século XXI, você é filho do caricaturado Caos contemporâneo!
Por que menciono o Caos? Simplesmente por termos "nele" nossas maiores problemáticas existenciais! Não há um minuto sequer sem que este bendito nos importune ou cutuque.
Sendo assim, resta-se pouco a fazer, quando a única coisa que você tem é optar por uma única alternativa dentre milhares e milhares. E COMO isso nos causa ansiedade! Eis o mal!
Mas só escrevi este Post porque de repente me veio uma vontade de louvar o Amor que tenho por minha amada. E dizer a ela, por aqui, e indiretamente, que a amo e não vou abrir mão de minha busca em ser Perfeito para com ela. Mesmo que tenha de tropeçar, cair, levantar, tropeçar, cair e levantar de novo... assim o farei, a fim de alcançar a plenitude junto dela!
Comecei escrevendo sobre as balbúrdias do nosso cotidiano caótico para ilustrar que, mesmo em meio a ele, uma lembrança insiste em vir à tona em minha memória e coração: a figura e recordação da mulher amada!
Meu amor, cá despejo sobre ti, a minha ode, meu Amor por teu Ser:

Dos campos silvestres uma Rosa vi
Que em meu peito amante despertou o Amor...
É tão Belo o Ser que vejo por ali:
Rosa perfumada de sublime odor!
Nestes campos verdes eu quero viver
Bem ao lado dela: minha linda flor...
Pois assim foi que para Deus eu pedi
Viver uma vida de sincero Amor!

Nenhum comentário: